quarta-feira, 19 de agosto de 2015

1º Bingão, Pastelada e Mateada da Solidariedade supera expectativas dos organizadores

Publico presente superou todas as expectativas
As três atividades organizadas pela Associação Paulo Freire de Educação e Cultura Popular (Apafec) e Associação Vital Fraiburgo de Karatê-dô, realizadas no último sábado, dia 15, no pavilhão da comunidade do bairro São Miguel em Fraiburgo, contou com a participação de mais de 600 pessoas. Envolvidas na organização foram mais de 60 voluntários

      O Primeiro Bingão e Pastelada da Solidariedade realizado no último sábado, dia 15, no Pavilhão Comunitário do bairro São Miguel em Fraiburgo, superou as expectativas das mais de 60 pessoas envolvidas na organização da atividade. Segundo o membro da coordenação da Apafec, João Carlos Rodrigues, o trabalho conjunto com a Associação Vital Fraiburgo de Karatê-dô, fez com que a atividade chegasse ao resultado esperado.
      Rodrigues destaca que além da realização do Bingão e Pastelada da Solidariedade, a tradicional Mateada também movimentou a comunidade durante a tarde de sábado com apresentações culturais e de artistas da terra. “Iniciamos a venda dos pastéis às 9h30min. Logo à tarde tivemos a mateada e encerramos a noite com o Bingão e a participação expressiva de toda comunidade”, enfatiza.
Durante a realização da 5ª Mateada da Solidariedade, os artistas populares que se apresentaram foram: Pedro Pinheiro, Rafael Carlos Rodrigues, Maicon e Nando, Alex, Daniely e Ariel e o Grupo de dança intitulado ‘Pense, Dance e Balance’. Rodrigues lembra ainda que a erva mate distribuída aos participantes é fruto da parceira com a Erva Mate Viola de Ouro.

Grupo Pense, Dance e Balance fazendo apresentação
      Ainda conforme João Carlos, mais de 600 pessoas participaram e contribuíram com as atividades realizadas pela Apafec e Associação Vital Fraiburgo de Karatê-dô. “Gostaríamos de agradecer a todas e todos que fizeram parte desse momento, aos que ajudaram a construir as três atividades e aos que disponibilizaram seu dia para participar com a gente”.

Premiações e resultados

Atenção total durante o bingão
      A noite de sábado foi movimentada sendo que a participação da comunidade fraiburguense no 1º Bingão da Solidariedade superou todas as expectativas dos organizadores. De acordo com os organizadores, faltou espaço para acomodar todas as pessoas no salão comunitário do bairro São Miguel. “Foi uma surpresa muito grande e ao mesmo tempo, uma alegria em ver que as pessoas de vários bairros, localidades do interior de Fraiburgo e de municípios vizinhos abraçaram o bingão demostrando carinho e respeito com o trabalho do karate-dô e da Apafec”.

Eliane Pommerening ganhadora do boi
      Os prêmios do 1º Bingão da Solidariedade foram distribuídos a 15 ganhadores e ganhadoras. O segundo prêmio, de R$ 900,00, foi divido por dois sortudos. Cada um levou R$ 450,00 em dinheiro para casa. O terceiro prêmio, de R$ 600,00 em dinheiro, teve apenas uma ganhadora. E o prêmio máximo, um boi avaliado em mais de R$ 2.000,00, teve como ganhadora, Eliane Pommerening. Outros prêmios também foram sorteados em rodadas extras e entregues a seus respectivos ganhadores. As fotos dos ganhadores podem ser vistas acessando o link: www.facebook.com/Apafec
      O resultado final do 1º Bingão e Pastelada da Solidariedade chegou ao valor de R$ 14.890,25. O total de saída foi de R$ 5.960,19. Gerando como resultado líquido total o montante de R$ 8.930,06, sendo que a Apafec terá a entrada liquida de R$ 4.465,03 e a Associação Vital Fraiburgo de Karatê-dô o mesmo valor. Veja detalhamento dos resultados no quadro abaixo:



      Segundo avaliações preliminares para obtenção desses resultados, os integrantes das duas instituições trabalharam durante semanas na venda de cartões para a pastelada e cartelas para o bingo. “Várias pessoas contribuíram e precisamos agradecer a disponibilidade de cada uma. Tivemos uma equipe que trabalhou incansavelmente na cozinha, no bar, na infraestrutura do local e também na sonorização, fotos e divulgação das atividades”, explicam.

Parte do Grupo de trabalho da Cozinha
      Ainda segundo a avaliação prévia das duas entidades organizadoras das atividades, Rodrigue destaca que para o próximo ano, haverá um planejamento maior para poder acomodar todas as pessoas que participarão do bingão e também, um cuidado especial para que não falte pastel durante a noite. “O nosso planejamento era de comercializar os pastéis durante todo o período em que estaria acontecendo o bingão, porém, logo no início da noite não havia mais, isso porque, tivemos uma venda de mais de dois mil e duzentos pastéis. Para o próximo ano, com certeza vamos nos planejar para atender todo o público”, finaliza.


Texto e Fotos: Claudia Weinman coletivo de comunicação da PJMP\PJR de São Miguel do Oeste

Tomado do Portal da Apafec

Siga o blog nas redes sociais:
Twitter: @Esportes_Debate 

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Realizado segundo encontro de trabalho da 1ª Pastelada e Bingão da Solidariedade

Aconteceu nesta terça-feira (04/08), no Centro de Educação, Cultura e Arte Popular (CECAP) no bairro São Miguel, o segundo encontro de trabalho, para dar continuidade aos preparativos da 1ª Pastelada e Bingão da Solidariedade, que acontecerá no sábado15 de agosto, no Pavilhão Comunitário do Bairro São Miguel.

Vários assuntos tratados entre os quais: A manutenção dos plantões de vendas de cartelas do bingão e cartões da pastelada no Supermercado Big Bom e Visa, a partir das 14h00min; No sábado 08/08 no período matutino, será realizado plantão especial de vendas de cartelas do bingão e cartões da pastelada no centro e outros bairros após a apresentação dos fundamentos do karatê-dô, durante o Comad (Conselho Municipal Antidrogas), em frente ao Banco do Brasil e Terminal Urbano; A partir das 13h30min, o plantão de vendas de cartelas do bingão e cartões da pastelada será realizado no bairro São Miguel de casa em casa.  

Também foi definido que na segunda-feira 10/08, será realizado mais um encontro de trabalho para acertar os últimos detalhes para a realização dos últimos preparativos para a realização da 1ª Pastelada e Bingão da Solidariedade é uma promoção da Associação Vital Fraiburgo de Karatê-dô e Apafec (Associação Paulo Freire de Educação e Cultura Popular).

A pastelada começará às 9h30min e será desenvolvida durante todo o dia até o final do bingão, são três sabores de pastel (frango, carne e chocolate) no valor de R$ 2,00 cada pastel.

O bingão começará às 19h30min e sorteará mais de R$ 5.000,00 em prêmios, em cinco rodadas principais com a seguinte premiação: 1º Prêmio: Boi 400kg – R$ 2.000,00; 2º Prêmio: R$ 900,00 em dinheiro; 3º Prêmio: R$ 600,00 em dinheiro; 4º Prêmio: Forno Elétrico – R$ 290,00; 5º Prêmio: Relógio Condor Masculino – R$ 280,00. Também haverá rodadas extras com diversos prêmios. A cartela antecipada para o bingão é apenas R$ 10,00 e dá direito a concorrer aos cinco prêmios das rodadas principais.

As cartelas antecipadas do bingão e os cartões para a pastelada pode ser adquiridos nos seguintes locais: CENTRO: Secretaria da Paróquia Imaculada Conceição – fone: 3246 – 2221; João Cabelereiro – fone: 9912 – 6599; Cresol – fone 3246 -1192; e Dojô do Macieirão – fone: 9113 – 2959. BAIRRO SÃO MIGUEL: Malharia Via Fray – fone: 9975 – 8913; Loja Sul 2000 – fones: 9965-6111 ou 8875-5363; Farmácia Ideal – fones: 3246 – 0643 e 9979 – 9146 (plantão); Sala de Inclusão Digital da Apafec – fone: 9111 – 6453; Dojô Cidadão do Futuro – fone: 9952 – 4410 e Cecap – 9931 – 6598.

Os cartões da pastelada e cartelas antecipadas do bingão também podem ser adquiridos com os coordenadores e integrantes da Associação Vital e da Apafec.

SEJA SOLIDÁRIO contribua com o karatê-dô e com a Apafec. Obtenha mais informações da 1ª PASTELADA E BINGÃO DA SOLIDARIEDADE pelos fones: (0**49) 9113 – 2959 e (0**49) 9931 – 6598.

Tomado do Portal da Apafec

Siga o blog nas redes sociais:
Twitter: @Esportes_Debate 

Nova etapa da reforma do Cecap foi concluída, recursos obtidos com o bingão e pastelada da solidariedade serão investidos na próxima etapa.

Vista frontal do Cecap - estacionamento com pedras britas colocadas
Na segunda-feira (03/08), foi concluída nova etapa da reforma e ampliação do Cecap (Centro de Educação, Cultura e Arte Popular) foram instaladas as placas de sinalização de saída e sanitário, lâmpadas de emergência (uma por sala), extintores de incêndio (um por sala) e também colocação de pedras britas no estacionamento.

Extintor de incêndio e placas de sinalização de
uma das quatro salas.
“Esse foi mais um passo que demos na construção desse sonho coletivo chamado Cecap, que começou a ser edificado em agosto de 2010, quando a coordenação da Apafec (Associação Paulo Freire de Educação e Cultura Popular) decidiu que a entidade teria sua sede própria”, comenta João Carlos da coordenação da entidade.  

Desde janeiro de 2015 a instituição investiu mais de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) em melhorias no local, além das ações citadas acima também foram realizadas: colocação de portas de vidros, troca da fiação elétrica, reparo no sistema hidráulico, fossas e filtros sépticos, pintura interna. A coordenação da Apafec agradece a todas e todos que de alguma maneira contribuíram para a concretização dessas melhorias.

No momento já estão acontecendo as seguintes atividades no Cecap: terças-feiras das 19h00min às 21h30min encontros do Projeto Artesanato Cidadão, quintas e sextas-feiras das 19h30min às 21h40min as Oficinas de Violão. Também já foram realizadas diversas reuniões.

A próxima etapa é reformar e equipar mais duas salas, que servirão como sala de encontros e ensaios para o Grupo Pense, Dance e Balance e da sala para reuniões, encontros e confraternizações. Para executar essa nova etapa a Apafec promove em parceria com Associação Vital de Karatê-dô o 1º Bingão e Pastelada da Solidariedade no dia 15/08.

O Cecap é um sonho coletivo, popular e comunitário, por isso, esta sendo reformado, limpo e organizado de maneira coletiva, pois essas obras são as mais belas e despertam sentimentos de responsabilidade, solidariedade, iniciativa e respeito mútuo a quem participa e a toda a comunidade.

Quando estiver totalmente edificado o Cecap contará com: Auditório para apresentações culturais; Sala de ensaios de danças; Sala de reuniões (aberta e a disposição de grupos e entidades fraiburguenses); Sala de produção áudio visual e artesanatos; Sala de inclusão digital; e Sala para a parte administrativa da Apafec. Obtenha outras informações do Cecap acessando: www.apafec.org.br

Tomado do Portal da Apafec

Siga o blog nas redes sociais:
Twitter: @Esportes_Debate 

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Redução da Maioridade Penal é discutida em formação da PJMP e PJR


Diálogo sobre a redução da maioridade penal foi mediado pelo Promotor de Justiça Maycon Robert Hammes. Jovens falaram de suas realidades e questionaram o projeto que prevê reduzir de 18 para 16 anos a maioridade penal

A redução da maioridade penal foi o tema colocado em discussão no sábado, dia 01 de agosto durante o encontro de formação da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) e Pastoral da Juventude Rural (PJR) em São Miguel do Oeste. O diálogo contou com a mediação do Promotor de Justiça Maycon Robert Hammes.

Durante a conversa, que evolveu jovens de diferentes realidades (Campo, cidade, periferias, bairros), as juventudes questionaram o projeto que prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para jovens que cometem crimes considerados hediondos, como estupros, latrocínio, roubo qualificado entre outros. “Será mesmo que a redução da maioridade penal, que a lotação de jovens em cadeias será capaz ou suficiente para reduzir a criminalidade no Brasil? De quem é a culpa? Do adolescente que comete o ato infracional? Da família que não oferece suporte? Da escola ineficiente para entender a realidade dos jovens? Ou do estado, que se mantém distante dos investimentos em políticas públicas. Para mim, a redução da maioridade penal tem cor, tem classe social”, enfatizou o jovem da PJMP Paulo Fortes.

O Promotor de Justiça, Maycon Robert Hammes enfatizou que o Brasil é um dos países mais violentos do mundo. Segundo os dados apontados por ele, o índice de violência do país é tão alto que pode ser comparado aos países que estão em guerra. Fatores como a pobreza, a péssima distribuição de renda, cultura massificada, sistema estatal falho devem ser considerados conforme Hammes, ao discutir a redução da maioridade penal.


A Jovem da PJR, Vanessa Sandri, acrescentou que o Brasil vive um momento delicado pelo fato de que, conforme ela, a redução da maioridade penal está ligada a interesses partidários. “Temos a presença de uma bancada conservadora que não se dispõe a discutir para além da punição. Entendo que quando existe alguma coisa errada acontecendo ela precisa ser resolvida, mas não dessa forma. O congresso não se dispõe a discutir a realidade dessas juventudes marginalizadas e que acabam cometendo crimes. Me parece que a propriedade, que o dinheiro está acima da vida do ser humano. Enquanto constroem cadeias a educação segue sem muitos investimentos”, destacou.

O jovem da PJMP, Eliezer Antunes de Oliveira encerrou o diálogo na tarde de sábado, com a poesia de sua autoria intitulada: “Quem são vocês?”, onde ele faz uma reflexão sobre os problemas que a sociedade possui e a necessidade de discutir a redução da maioridade penal além dos atos punitivos, considerando as realidades das juventudes brasileiras. “Quem são vocês que sangram flores, que destroem sonhos e provocam dores? Difícil falar de amor nesse sistema que domina, que defende o opressor”.

Texto: Claudia Weinman

Fotos: Jô Pinheiro, Claudia Weinman


Siga o blog nas redes sociais:
Twitter: @Esportes_Debate 

10 km: O básico da corrida

Terminar uma prova de 10 km abaixo dos 50 minutos significa entrar em um grupo se­leto. Em média, apenas um em cada quatro atletas cruza a linha chegada abaixo dessa marca. A distância pode parecer curta para quem está habituado a meias-maratonas e mara­tonas. É, porém, um engano acreditar que os 10 km dispen­sem preparação específica.

Variar o ritmo durante os treinos é fundamental. “Isso aprimora a percepção para controlar a intensi­dade”, diz Alan Marques, coordenador-técnico da assesso­ria Speed, do Rio de Janeiro. “Não apenas ajudam a controlar os muito afoitos, mas, principalmente, fazem ter consciência do quanto é possí­vel ir além e perceber que correr a 4min30s/km não é ne­nhum monstro”, afirma.

“Costumo aplicar fartleks e treinos de ritmo de forma que esse trabalho seja maior ou mais forte sempre na segun­da metade do treino. Isso estimula a base cardíaca”, acon­selha o diretor-técnico da ZTrack Assessoria Esportiva, José Carlos Fernando, de São Paulo.

Treino específico
Marques explica que, para quem tem boa treinabilidade e já possui marcas razoáveis, é preciso um trabalho estratégico: “Baixar três minutos significará emagrecer de três a qua­tro quilos e aumentar a eficiência mecânica em 10% com exercícios educativos para ga­nhar em economia de corrida”, destaca.

Os 10 km são quase sempre o primeiro desafio do inician­te em corrida. Consequente­mente, são comuns as provas cheias, com congestionamen­to nos três primeiros quilôme­tros. Nem sempre correr em um mesmo ritmo é possível. Nesse caso, a saída é fazer um ritmo progressivo e pro­curar recuperar o tempo per­dido com um ou dois sprints. “Nos 10 km, fatores exter­nos, como o clima, começam a interferir mais no desem­penho. O primeiro conselho, portanto, é: leve em conta a altimetria do percurso e a temperatura estimada antes de programar o seu tempo alvo”, diz Fernando.


Tomado do Portal Sua Corrida:

Siga o blog nas redes sociais:
Twitter: @Esportes_Debate 

Juventudes visitam local do acampamento e gravam depoimentos para vídeo


Durante a manhã de domingo, dia 02 de agosto, jovens das coordenações dos grupos de base da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) e Pastoral da Juventude Rural (PJR) de diversos municípios do Extremo-oeste Catarinense, visitaram a comunidade de linha São Valentim, em Descanso\SC, onde acontecerá o primeiro Acampamento das Juventudes do Campo e da Cidade, nos dias 05, 06 e 07 de setembro.

Além de conhecerem o espaço onde serão realizadas as oficinas culturais e temáticas, as assessorias, shows culturais, as coordenações aproveitaram o momento para discutir as tarefas que devem ser concretizadas para a realização do acampamento. “Fizemos uma rápida vistoria. Consideramos importante colocar os jovens em contato com o local onde vai acontecer uma atividade histórica para nossas organizações. São 10 anos de PJR e 13 de PJMP no Extremo-oeste. Agora vamos prosseguir com os encaminhamentos dos materiais que vamos precisar para realizar o acampamento”, enfatizou o jovem da PJR Wesley Padilha.

Vídeo
Ainda pela manhã, a equipe de comunicação da PJMP e PJR realizou a gravação de alguns depoimentos. Os jovens falaram sobre as pautas que historicamente constituem a história das pastorais na região. “Nossa intenção é divulgar este vídeo nos próximos dias. Seguindo a linha de uma comunicação alternativa, buscamos dialogar com as diferentes realidades e mostrar a unidade que a juventude camponesa e urbana possui”, explicou Pedro Alves Pinheiro, integrante da Coordenação das Pastorais de São Miguel do Oeste.

Texto: Claudia Weinman

Fotos: Pedro Pinheiro, Claudia Weinman, Julia Saggioratto


Siga o blog nas redes sociais:
Twitter: @Esportes_Debate